A Universidade de olho nas migrações

 

 

No Brasil de hoje (2014), não é só a Polícia Federal, o Ministério Público e os batalhões militares de fronteira que se ocupam dos “Caminhos da Migração”. Com este título geral, acabamos de ser contemplados com uma obra de 422 páginas, 32 autores e 4 organizadores, resultado do IV Seminário do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Migratórios realizado na UERJ em setembro de 2011. Léo Christiano Editorial e a FAPERJ chancelam o belo exemplar com capa de Patrícia Reinheimer e projeto gráfico da Dudesign Artes Gráficas.

 

Pelo conteúdo destes 32 estudos divididos em 5 partes, cada uma  delas com um texto de um apresentador especialista no tema daquela  parte, ficamos sabendo que a área acadêmica universitária também está atenta e acompanha de perto os movimentos migratórios que acontecem no território brasileiro e em outros espaços, em escala nacional e internacional. São pesquisas de campo, individuais e coletivas, que ampliam a visão e o conhecimento dos agentes dos demais setores da iniciativa privada e de governo que atuam nesta área.

 

Vale a leitura.